Festival de Cinema de Trancoso exibe “Dominguinhos” no Quadrado

42

No último sábado, 12, a noite no Quadrado de Trancoso ficou ainda mais convidativa: cedeu espaço à história de vida de um dos nordestinos mais famosos do Brasil. O Filme Dominguinhos atraiu centenas de crianças, seus familiares da comunidade e inúmeros turistas, reunindo-os próximo à Igrejinha de São João Batista dos índios. Projetado na frente do templo, despertou risos e emocionou as pessoas que se encantaram com a história do sanfoneiro, cantor e compositor Dominguinhos (1941 – 2013), discípulo de Luíz Gonzaga e autor de sucessos como “Eu Só Quero um Xodó”, “Gostoso Demais”, “De Volta Pro Aconchego” e “Lamento Sertanejo”.

A iniciativa faz parte do Festival Internacional de Cinema de Trancoso, realizado em outubro, tendo patrocínio da Prefeitura de Porto Seguro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. Neste mês de janeiro foi retomado pela Mostra Itinerante, exibindo filmes premiados no Festival, clássicos e nacionais.

Homenagens

Várias homenagens foram realizadas após exibição do documentário. Mariana Aydar, uma das diretoras do filme, recebeu um troféu em formato de uma lança indígena, feito pela comunidade Pataxó, entregue pela cantora Elba Ramalho. Elba foi consagrada a madrinha do projeto e ganhou o troféu Mulher Fada por conta de ser uma artista local. Outra pessoa homenageada é o diretor Eduardo Nazarian que recebeu uma Menção Honrosa. O último troféu da noite foi para Frei Romão, destinado à igreja em agradecimento pela parceria.

A organizadora e curadora, Flávia Barbalho, recebeu o representante da Prefeitura, superintendente de Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Eráclito Santana, que em nome da prefeita Cláudia Oliveira esteve firmando a manutenção do apoio ao evento. “A prefeita reconhece a importância sociocultural deste incrível projeto e visando o acesso à arte e cultura aos moradores de cada cantinho do município, vamos caminhar juntos no sentido de contribuir com o crescimento do Festival e à Mostra Itinerante, com o objetivo de impactar cada vez mais pessoas com o mundo do cinema.

Inclusão social

“Entendemos que o festival consolida mais um forte atrativo cultural para visitantes e, sobretudo, valorização de nossos moradores que podem se divertir com os filmes e entender mais sobre a sétima arte”, diz o secretário, Paulo Cesar Magalhães.

“O documentário fluiu contando de maneira poética a vida deste grandioso artista brasileiro, muito lindo e roteiro fantástico”, destaca a prefeita Cláudia Oliveira, parabenizando a organização do Festival e à diretora, Mariana Aydar. A gestora frisa a importância da comunidade em se reunir para assistir a sessão e ser incluída no calendário de ações voltadas à valorização social e expansão cultural. “Estamos levando o entretenimento, lazer, arte e cultura aos moradores de nossa cidade, mesmo aos que estão em localidades mais distantes, através de parcerias como esta. Além disso, consideramos o Festival como consolidação de mais um forte atrativo para quem escolhe passear em Porto Seguro”, pontua a gestora, informando que Caraíva será o próximo destino a ser contemplado.