Idosos de Porto Seguro são beneficiados com exames para diagnosticar catarata

19

Teve início nesta sexta-feira, 23/11, em Porto Seguro, no Laboratório de Referência (LACEN), o mutirão de avaliação oftalmológica direcionado aos idosos acima de 60 anos, para diagnosticar portadores da catarata. Resultado de uma parceria firmada entre a Prefeitura municipal e o Governo do Estado, a ação, que prossegue até o dia 25 de novembro, com atendimentos das 7h às 17h, objetiva diminuir a fila de espera dos pacientes cadastrados na lista única. A meta é atender cerca de 260 pessoas por dia.

O superintendente de regulação, controle e avaliação, Luciano Reis, acompanhado da equipe técnica, descreveu o entusiasmo de todos profissionais envolvidos com o desenvolvimento do mutirão. “Iniciamos mais um mutirão de captação, diagnóstico e pre-operatório de catarata, dando dignidade e acesso com qualidade aos nossos idosos no tratamento da doença. Reitero meus agradecimentos ao apoio incondicional da prefeita Cláudia Oliveira, secretário de saúde, Kerrys Ruas, equipe da atenção básica, profissionais da regulação e governo do estado. Todos integrados no fortalecimento da linha de cuidado em oftalmologia no nosso município”, destaca.

Documentação

Os pacientes que comparecerem ao LACEN não precisam apresentar solicitação do oftalmologista, mas devem levar RG, cartão SUS e comprovante de residência.

 Exames

 Contando com equipe multidisciplinar, envolvendo estrutura logística especialmente montada para captação e triagem, a realização dos exames pré-operatórios (biometria, capimetria e topografia) destaca-se pela utilização de equipamentos de ponta, que desenvolvem diagnóstico preciso.

Cirurgia agendada nos casos positivos

No local, os pacientes que receberem diagnóstico positivo da doença caracterizada pelo comprometimento do cristalino do olho, o que leva à perda progressiva da visão, já sairão com o agendamento do procedimento cirúrgico.

Adesão

Aos 75 anos, Paulo Lopes mantém apenas 8% da capacidade ocular esquerda e 40% referente ao olho direito. Ele elogiou o serviço prestado à população idosa e agradeceu o atendimento descrito como excelente. “Atendimento de primeira excelência, desde a hora que cheguei fui muito bem acolhido. Vim hoje passar pelo médico e saber como estão meus olhos”, diz.

Dona Maria da Conceição Cordeiro confirma sentir embaçamento nos dois olhos e, por essa razão, a necessidade de fazer os exames. “Foi ano passado que estive no oculista, já era hora de ir novamente, porque meus olhos estão com neblina e não é bom. Por isso, eu estou aqui, para ser avaliada”, afirma.

“Se queixando de dificuldade para enxergar, a aposentada Beatriz Alves da Silva, de 76 anos, diz que depende do apoio da filha para acompanhá-la nas consultas, como a de hoje.” Faz 5 anos que minhas vistas ficaram ruins, não enxergo tão bem feito antes, mas tô muito alegre e feliz por ter vindo aqui, sendo cuidada por tanta gente boa”, expressa.

Secretaria  de Saúde

Ascom-Prefeitura de Porto Seguro